posts studio health_

DICAS DE EXERCÍCIOS PARA CONSCIENTIZAÇÃO CORPORAL POR STUDIO HEALTH

Sabe aquele incômodo que as vezes sentimos em alguma região do corpo, por manter uma postura por muito tempo e que só percebemos a hora que paramos para nos conscientizar de como estamos posicionados? Esses incômodos estão relacionados ao que os nossos músculos, nervos e ossos disparam como informações. Por exemplo: ao sentarmos sobre um dos nossos joelhos, aparentemente a sensação é boa, porém conforme você mantém nesta posição a sensação é de incômodo e dor no joelho e na perna e quando nos conscientizamos disso, assim nos colocamos em uma posição “mais correta” para nosso corpo e assim, começamos tudo de novo.

Nosso corpo precisa ser trabalhado e treinado para sentir o que é o correto para nós. Mas, afinal, como isso pode ser feito? Através de exercícios específicos que nos promovam o senso de conscientização corporal. O métodos Pilates e RPG, são ótimos para este tipo de trabalho, pois eles trabalham (de forma diferente) as posturas e movimentos que estimulam o auto-conhecimento. Procure um profissional capacitado que possa explicar melhor sobre qual desses seria o ideal para você no atual momento.

A importância da respiração na execução dos exercícios deve ser a primeira recomendação a ser passada para os alunos antes de se iniciar um trabalho de conscientização corporal. A expiração é feita pela boca e não pelo nariz, de forma a expulsar uma maior quantidade de ar com pressão e força.

Já a inspiração deve ser enfatizada pelo nariz de forma a insuflar a caixa torácica suavemente, enquanto os músculos abdominais e do assoalho pélvico mantém-se contraídos. Segundo Joseph Pilates, o tempo de duração da inspiração e da expiração deve ser igual, embora a expiração exija maior esforço. A respiração como um todo está diretamente ligada ao movimento, inclusive, determinando o ritmo e o tempo de duração de cada exercício.

Tendo esse importante detalhe em mente, segue algumas posturas que são básicas, simples e fácil de se fazer, porém extremamente importantes para se ter uma boa rotina, livre de dores e incômodos:

1 – Alongamento da região do pescoço com o trabalho de conscientização corporal através do estímulo à manter a simetria dos ossos do quadril igualmente encostados no chão.

2 – Postura deitada para um bom posicionamento das escápulas e relaxamento da coluna lombar.

3 – Relaxamento do corpo na postura correta, com relaxamento da coluna lombar e com o melhor posicionamento das escápulas.

4 – Alongamento da região anterior do tronco e ativação da musculatura extensora da coluna. Pode ser feito com ou sem o rolo.

5 – Posição ótima para melhor conscientização de toda a região da coluna encostada no chão e alongamento da região de peitoral. Pode ser feito com ou sem o rolo.

6 – Variação da postura anterior, porém com os pés encostados na parede, para quem tem algum déficit de força em região abdominal ou incômodo da região da coluna lombar.

7 – Postura de “ponte” para melhor adaptar o posicionamento correto das escápulas e ativar grupos musculares de forma geral.

8 – Postura para relaxar a coluna e ideal para sentir a simetria de posição dos dois lados do quadril em relação aos dois calcanhares.

9 – Postura para trabalhar o equilíbrio e coordenação motora.

10 – Postura em pé na parede com o mesmo princípio do exercício de número 5, porém com ativação da musculatura da coxa e maior ativação dos braços (membros superiores).

Preparada para começar? Desafie-se!!

 

Jessica D. F. Tamburus

Studio Health Pilates.RPG.Fisioterapia

Instagram: @studiohealth

Facebook: Studio Health Pilates

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *