pilates-na-gravidez

A IMPORTÂNCIA DO ASSOALHO PÉLVICO NA GESTAÇÃO POR STUDIO HEALTH

A gestação é uma fase maravilhosa da mulher, porém o que muitas mulheres acabam encontrando dificuldade é de se adaptar às alterações que esta fase promove em seu corpo e em sua vida. Por isso, o ideal é trabalhar em sim mesma a consciência que muitas coisas precisam de uma atenção um pouco maior, como postura, força, flexibilidade, humor, alimentação, disposição entre outros… Portanto, prepare-se pois sua vida está para mudar e só depende de você, para que seja para melhor!!

Uma grande preocupação durante as alterações que o corpo da mulher experimenta é a força muscular que certas regiões do corpo precisam ter. Um exemplo dessas regiões é o assoalho pélvico- grupo de músculos, fáscias e ligamentos responsáveis por “fechar” a pelve e sustentar os órgãos pélvicos e abdominais. Esta região, durante a gestação acaba sendo sobrecarregado pelo aumento do volume e peso uterino, pois auxilia na sustentação do útero gravídico.

É muito comum que o assoalho pélvico comece a dar sinais de que está fraco ou fadigado, principalmente no segundo ou terceiro trimestre de gestação. Um dos sinais é a incontinência urinária, que apesar de ser relativamente frequente, não é normal e não deve acontecer! Além da incontinência urinária, outros sintomas como desconforto na região lombar podem indicar alguma alteração do assoalho pélvico.

Quando enfraquecidos, os músculos do assoalho pélvico levam a uma postura inadequada e causam dor lombar. Por esse motivo, exercícios para o assoalho pélvico são um dos mais importantes na gravidez, já que também ajudam a ativar e posicionar os músculos abdominais.

Segundo estudos, a força e a ativação equilibrada dos músculos do assoalho pélvico são consideradas um elemento importante para a estabilidade do core. Dessa maneira, devemos sempre considerar a contração do assoalho pélvico para o Pilates, já que segundo Joseph Pilates, os exercícios devem iniciar do centro do corpo, do core.

Além de forte, o assoalho pélvico também precisa ter a capacidade de se alongar. Durante a fase expulsiva do trabalho de parto é importante que os músculos possam ser alongados durante a passagem do bebê no canal vaginal, evitando dessa forma possíveis lacerações e lesões do assoalho pélvico.

Todas as mulheres devem fortalecer o assoalho pélvico, e se tratando do período gestacional mais ainda! Portanto, durante as aulas de Pilates as gestantes devem ser encorajadas a contração e fortalecimento do assoalho pélvico, e também ao alongamento e relaxamento desse grupo muscular!

Jessica D. F. Tamburus

Studio Health Pilates.RPG.Fisioterapia

Instagram: @studiohealth

Facebook: Studio Health Pilates

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *