carboidratos1

ÍNDICE GLICÊMICO DOS ALIMENTOS POR LÍBIA VIEIRA

Vejo muitos posts alertando sobre índice glicêmico dos alimentos, orientando a não consumir alimentos de alto índice glicêmico sem saber que o que importa mesmo é a carga glicêmica, ou seja, o impacto real da porção do alimento consumida! Então pessoal, deixe quem estudou alimentos, bioquímica, fisiologia, e nutrição por no mínimo 9 anos entre faculdade e pós graduação, cuidar dessa parte!

Qual  a diferença entre IG ( indice glicêmico) CG (carga glicêmica)?

Índice Glicêmico (IG:): é a velocidade de absorção do açúcar de um alimento ou a velocidade que o açúcar de um determinado alimento chega a corrente sanguínea. É uma medida da qualidade do carboidrato ingerido, porém não considera a quantidade.

Cálculo: IG= área de uma curva gerada pelo aumento da glicemia em duas horas (curva glicêmica) induzida por 50g de um alimento/área do alimento controle (50g) (pão branco ou glicose) X 100. Devido à complexidade do cálculo, já existem tabelas com o índice glicêmico dos principais alimentos. (Classificação: Baixo > 55, moderado 56-69 e elevado/alto < 69) Carga Glicêmica(CG): é um indicador de qualidade e quantidade de carboidrato a partir de uma determinada porção consumida desse nutriente na dieta. A carga glicêmica tem uma maior importância por considera a quantidade de carboidrato ingerido.

Cálculo: CG= quantidade de carboidrato em gramas x seu IG/100.  Classificação: Baixo <11, Moderada 11-19 e Alta > 19. A carga glicêmica da dieta pode ser classificada como baixa para ≤ 80 e alta para ≥ 120.

 

Um alimento pode ter o índice glicêmico alto com uma carga glicêmica baixa. Ex: Melancia tem o IG de 72% em uma porção de 152g com 10g de carboidrato.  CG=10 x 72/100= 7,2. Logo a melancia tem um IG alto (72%) e uma CG baixa (7,2). Isso acontece pela pouca presença de carboidrato em uma porção de melancia.

 

Dessa forma, só saber o Índice glicêmico do alimento não basta, precisamos saber o impacto da porção consumida na refeição, e isso que nós nutricionistas devemos levar em consideração ao montar os planos alimentares.

 

Para conhecer a tabela de índice e carga glicêmica, acesse o link:

http://www.health.harvard.edu/newsweek/Glycemic_index_and_glycemic_loa

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *