MALTODEXTRINA: O QUE É? QUANDO TOMAR? POR LIBIA VIEIRA

Na antiga nomenclatura a maltodextrina era considerado um carboidrato complexo, porém é rapidamente absorvido pelo organismo sendo considerado atualmente um carboidrato de alto índice glicêmico.

Dessa forma, o momento ideal de se tomar a maltodextrina é de 5 a 10 minutos antes de realizar um exercício, ou seja, tomou, treinou sendo o treino aeróbico ou de força, e durante, principalmente nos exercícios que se prioriza a manutenção do glicogênio muscular.
Diversos estudos já demonstraram que o conteúdo de glicogênio muscular está fortemente relacionado ao tempo de tolerância ao esforço e ao aumento das reservas de glicogênio. Lembrando que essa não deve ser a única e nem é a principal refeição à base de carboidratos pré-treino.

Diversas estratégias são utilizadas, como consumir carboidratos 4 horas antes e/ou 30 a 60 minutos antes. O tipo, quantidades e horários são estipulados pelo nutricionista levando em consideração o objetivo, o treino e a dieta como um todo do indivíduo.

Exercícios aeróbios de longa duração provocam redução acentuada do glicogênio muscular, assim como a intensidade também tem efeito sobre ele. Assim, o consumo de carboidratos durante a atividade prolongada (mais de 1 hora de duração) é essencial para a melhora da performance, poupando o glicogênio muscular por utilizar a glicose plasmática.

Os estudos sugerem soluções de carboidratos (maltodextrina) com concentração de 6 a 8%, e para indivíduos treinados até 12%. Por isso, uma dica para aqueles que consumem o carboidrato em gel é bochechar com um pouco de água para diluir esse carboidrato.
Já no pós-treino está sendo mostrado nos últimos estudos que a adição de carboidrato ao suplemento protéico não aumenta a síntese protéica como era visto até pouco tempo atrás, mas, ainda assim continua muito importante para a recuperação do glicogênio muscular após treinos e competições.

O uso de maltodextrina não é indispensável, pode ou não ser incluído no plano alimentar, vai depender de vários fatores como rotina, horários de treino, tipo de treino, preferências alimentares, intolerâncias, dentre outros. Cabe ao nutricionista e paciente decidir pelo seu uso! Antes de usar qualquer suplemento, consulte um nutricionista!
Nutricionista Libia Vieira

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *