OPÇÕES DE PRÉ-TREINO POR LIBIA VIEIRA

É muito importante que façamos exercícios alimentados, principalmente com alimentos à base de carboidratos. Isso serve tanto para quem quer perder gordura corporal, quanto para aqueles que buscam melhora de performance.

Existe uma frase na fisiologia que diz que a “gordura queima na chama do carboidrato”, e é bem por aí mesmo. Existe uma via metabólica onde ocorre a oxidação de gordura, e para essa via acontecer ela depende de um substrato oriundo do carboidrato, chamado oxalacetato.

Além disso, a quantidade de glicogênio muscular (uma das formas de armazenamento do carboidrato no corpo) está totalmente relacionado à melhora na performance no exercício postergando a fadiga . Para ter uma boa quantidade de glicogênio muscular é necessário que haja uma distribuição de carboidratos ao longo das refeições do dia e principalmente próximo ao exercício.

As quantidades dos alimentos e distribuição dos mesmos ao longo do dia dependem de vários fatores como rotina, gasto energético total, metabolismo basal, objetivo, aceitação dentre outros. Por isso é importantíssimo a montagem de um plano alimentar individualizado visando atender a todas essas necessidades.

A quantidade também vai variar de exercício para exercício, mas vou citar alguns alimentos excelentes fontes de carboidratos de índice glicêmico moderado, que permite uma liberação contínua de carboidratos ao longo do exercício:
– batata doce
– mandioca
– aveia
– milho
– flocos de milho (corn flakes) sem açúcar e sem farinha
– shakes naturais à base de açaí ou suco de beterraba
– arroz e macarrão integral
– quinoa e amaranto

Se não houver tempo para se alimentar, maltodextrina ou waxymaize são fontes rápidas de energia e devem ser consumidos cerca de 10 minutos antes da atividade. Frutas secas como tâmaras gigantes e figos também podem ser boas alternativas para esses momentos.

Consulte sempre um nutricionista para que esse possa adequar corretamente esses alimentos às suas necessidades e preferências. Lembre-se que cada organismo é único, e por isso a dieta deve ser individualizada a fim de obter os resultados desejados.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *