PROTEÍNAS NA DIETA POR LIBIA VIEIRA

O que mais vejo nas consultas é um baixo de consumo de proteínas, tanto nas grandes refeições como nos intermediários, e muitas vezes até a ausência delas nesses horários que, por hábitos errados ou falta de informação, não são usualmente consumidas. Elas são importantes para o ganho de massa magra mas também para o emagrecimento . Por quê?

As proteínas gastam mais calorias para serem metabolizadas, ajudando no processo de emagrecimento , promovem a saciedade por mais tempo e potencializam a síntese proteica, principalmente quando ingeridas várias vezes ao dia e não só próximo aos horários de treino ou somente almoço/jantar.

Se você treina e não consume proteínas adequadamente você mantém o seu balanço nitrogenado neutro, se você não treina e não come as proteínas corretamente você mantém o seu balanço nitrogenado negativo, ou seja, nada de construir massa magra. Agora, quando você treina corretamente (principal estímulo para a síntese proteica), ingere as quantidades de proteínas e segue o fracionamento das mesmas adequado para você , você consegue um balanço nitrogenado positivo, que a longo prazo promove o aumento de massa magra.

A velocidade desse ganho é individual e não mensurável , são vários fatores e o principal deles é o estímulo genético ,já que a síntese proteica depende do processo de tradução do RNA que depende do nosso DNA. Mas o treino e a dieta são os grandes responsáveis em potencializar esse estímulo (através das vias leucina, mTor e etc) , então são imprescindíveis no processo de aumento de massa magra. Não é ter uma dieta lowcarb, mas uma dieta com uma proporção em proteínas adequada.
Gente, não adianta me dizer que come cottage e peito de Peru que isso já é adequar proteína, hein? Primeiro que o peito de peru nem entra na minha dieta, e o cottage pode ser um bom aliado, mas difícil atingir a ingestão proteica somente com ele!

Será que você está ingerindo as proteínas adequadamente ??

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *