SUPLEMENTAÇÃO DE PROTEÍNAS: QUANTO, QUANDO E QUAL TIPO? POR LIBIA VIEIRA

Os estudos mais recentes têm mostrado que o uso de carboidrato associado à proteina no pós-treino não aumenta a síntese proteica como se acreditava, e então consequente ganho de massa muscular. O que é visto atualmente é que apenas o uso de proteínas após o exercício de força já seria o ideal para potencializar a síntese proteica.

Mas a insulina não é um hormônio anabólico? Sim, é. E o carboidrato não libera insulina? Sim, libera. Mas e então? A questão é que a leucina aminoácido), presente nos suplementos proteicos ,por si só já estimula a insulina na sua dose ótima, e a inclusão de carboidratos parece não potencializar isso.

Mas tomo whey antes ou depois? Os últimos estudos tem mostrado que tanto antes quanto depois seriam boas estratégias, ainda não há um consenso, metade dos estudos sugere antes assim como metade sugere depois, mas ambos sugerem ser sempre próximo ao horário de treino. Vai depender da formulação e estratégia da dieta, o que deve ser calculado individualmente.

E qual tipo de proteína? Aminoácido líquido ou whey protein?

A proteína intacta (whey) tem mostrado maior aumento na síntese proteica do que os aminoácidos, sendo então o mais recomendado para uma melhor resposta hipertrófica.
Além da qualidade da proteína, é muito importante também a frequência do uso no dia. Uma ingestão proteica fracionada ao longo do dia tem mostrado maior aumento na síntese proteica do que doses únicas apenas no pós-treino. Quatro a cinco doses, variando em torno de 20g de proteínas por dose, dependendo do peso do indivíduo.

Mas não existe uma receita de bolo, cada pessoa precisa de uma dieta individualizada e corretamente calculada para atender as suas necessidades nutricionais e objetivos, sendo assim, um acompanhamento nutricional especializado na área esportiva é necessário, a fim de garantir que seus objetivos se tornem resultados.
Nutricionista Libia Vieira

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *