USO DE SUPLEMENTOS PREBIÓTICOS E PROBIÓTICOS POR LIBIA VIEIRA

Os estudos mais recentes tem evidenciado alguns benefícios com o uso de suplementos contendo prebióticos e probióticos. Probióticos são bactérias que colonizam nosso intestino, chamadas de microbiota intestinal. Prebióticos são as fibras que alimentam essas bactérias, que podem ser FOS (frutooligossacarideos) ou inulina, sendo a primeira mais utilizada nos estudos científicos e com melhores resultados.

Relacionam o uso ao tratamento de resistência à insulina, à melhora da saciedade, e então ajudando no emagrecimento, no controle do colesterol, na melhora de absorção de nutrientes. Vamos entender um pouco da nossa flora intestinal para entender como funcionam esses mecanismos.

Possuímos bactérias benéficas e putrefativas no nosso intestino, e o ideal é que exista um equilíbrio. Porém, alimentos industrializados, açúcar simples, gordura saturada aumentam a proliferação das bactérias ruins, que utilizam esses alimentos como substratos e fermentam, por isso muitas vezes as pessoas sofrem com gases e distensão abdominal.

Além disso,o metabolismo dessas bactérias gera uma substância chamada LPS, que consegue atravessar a barreira intestinal, e chegar a várias órgãos do corpo, estimulando uma inflamação. Isso pode causar aumento no colesterol LDL devido ao aumento da inflamação, síntese de gordura no tecido adiposo e até mesmo alguns tipos de câncer. Dessa forma, podemos ganhar peso não somente pelo excesso de calorias, mas também pela qualidade dos alimentos que irá estimular a produção dessa LPS e um possível ganho de peso pelo mecanismo citado.

Assim, o uso continuo de prebióticos e probióticos auxilia na manutenção da flora intestinal saudável, favorecendo emagrecimento, melhora da absorção de nutrientes, prevenção de doenças como câncer e diabetes, funcionamento adequado do intestino, eliminação do desconforto causado pelos gases, melhora da imunidade, e hoje temos artigos associando até à saciedade, pois mostram que o uso de prebióticos aumenta a produção de peptídeos GLP 1 e GLP2, que estimulam os hormônios relacionados ao nosso mecanismo de saciedade.

A suplementação deve ser prescrita por um nutricionista, pois ele quem vai determinar o tratamento com as cerpas mais indicadas para cada caso.

Por Nutricionista Libia Vieira

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *